} Desentendimento entre advogado e presidente da Câmara de Vereadores de Vilhena acaba na polícia outra vez | FM POSITIVA

Desentendimento entre advogado e presidente da Câmara de Vereadores de Vilhena acaba na polícia outra vez

Na manhã desta quarta-feira, 27, a rusga entre o presidente da Câmara de Vereadores de Vilhena, Ronildo Macedo (PV), e o advogado Carlos França, acabou indo parar novamente na polícia. Os dois registraram queixa um contra o outro, mas o teor dos B.Os não foi divulgado.

20 dias atrás, Macedo acionou o profissional do Direito na Unisp e na OAB, acusando-o de lhe pressionar para obter um cargo comissionado em sua gestão. Naquela ocasião, França foi procurado pelo site que noticiou o fato, mas não quis se manifestar.

Ao saber da polêmica, o site ligou para o vereador, que confirmou a queixa contra o advogado na polícia por “perturbação de trabalho”. O parlamentar disse que, quase todos os dias, França vai à Câmara “incomodar” fazendo uma série de pedidos, acrescentando que, ao procurar a assessoria jurídica da Casa, tratou a equipe com arrogância.

O vereador relatou que, até então, dava pouca importância à insistência do advogado, mas hoje teria sido provocado por ele: “Cumprimentei e perguntei se ele estava bem. Sua resposta foi: ‘eu estou bem, você é que não sei se vai ficar’. Considerei isso um insulto”.

Ao criticar a obsessão de Carlos França com sua administração, Ronildo desabafou: “Ele foi portariado na Câmara, quando o Júnior Donadon presidia a Casa. A maior parte dos vereadores daquela legislatura acabou presa ou investigada. E ele tava fazendo o quê?”, finalizou.

O site questionou o advogado, através do WhatsApp, sobre o episódio, mas ele ainda não se manifestou. Sua resposta será publicada assim que ela for enviada.


Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*